Como funciona o visto de estudante no exterior - DPB Intercâmbio
Connect with us

Como funciona o visto de estudante no exterior

Side view of teenage pupils sitting in the classroom and writing in their notebooks. Caucasian young woman wearing yellow 
t-shirt is looking at the camera. 

[url=http://www.istockphoto.com/search/lightbox/9786738][img]http://dl.dropbox.com/u/40117171/group.jpg[/img][/url]

Vistos

Como funciona o visto de estudante no exterior

A retirada do visto é uma das etapas mais importantes do seu intercâmbio, pois é esse documento que te permite viver em outro país. Se você está decidido a estudar no exterior, é importante antes de escolher o destino, entender como funciona o visto de estudante em cada lugar.

Em alguns países, como a Irlanda, o documento te permite trabalhar enquanto estuda e deve ser solicitado quando você já estiver por lá. Em outros, como Canadá, é necessário solicitar a permissão antes de embarcar. Por lá, o visto para estudantes de inglês não dá autorização para trabalhar.

Para te ajudar na escolha do seu intercâmbio, preparamos um guia simples sobre o processo de retirada de visto em cada um dos principais destinos dos estudantes de inglês no exterior. Vale lembrar que o valor das taxas de cada um pode passar por reajustes. Confira.

 

Documentos

Os documentos básicos para retirada do visto são: passaporte, carta de matrícula da escola com detalhes (carga horária do curso e dados da escola) e, em alguns casos, comprovante de acomodação, provando que você tem um lugar para ficar. Pode ser o comprovante de pagamento de estadia em hostel ou uma carta com contatos, caso vá ficar em casa de familiares ou conhecidos. Também é exigido um comprovante financeiro em forma de cheque ou extrato de cartão bancário, mostrando que o estudante tem condições de se manter no país durante o período em que pretende permanecer por lá. Alguns países exigem também a apresentação de um seguro saúde de viagem.

Austrália

Como solicitar: Online, antes da viagem. O visto para quem vai estudar inglês no país é o 570. No site da Embaixada Australiana há todas as informações necessárias, em português.
Trabalho: O estudante tem permissão para trabalhar por meio período (40 horas a cada duas semanas) durante as aulas e em período integral durante as pausas do curso.
Comprovante financeiro: 1,6 mil dólares australianos por mês de estadia.
Validade: Para cursos de até 10 meses, o visto permite estadia de um mês a mais após o fim do curso. Se o curso dura mais que 10 meses, o estudante pode ficar no país por dois meses a mais depois do término. Se o curso terminar em novembro ou dezembro, o visto da Austrália permite que o estudante fiquei no país até março do ano seguinte.
Valor: 535 dólares australianos

 

Canadá

Como solicitar: Pode ser feito pessoalmente, no consulado canadense, ou por correspondência. O visto deve ser solicitado com pelo menos dois meses de antecedência da data em que você pretende viajar, para que você tenha tempo suficiente para providenciar algum documento exigido caso esteja faltando. É também importante planejar com antecedência para poder pensar em um novo destino caso seu visto seja negado.
Trabalho: Estudantes de idiomas não têm permissão de trabalho.
Comprovante financeiro: Cerca de 917 dólares canadenses por mês.
Validade: A validade do visto varia de acordo com a duração do curso, no entanto, até quem vai para o país para ficar por um curto período precisa solicitar visto.
Valor: 100 dólares canadenses

 

Estados Unidos

Como solicitar: Mesmo quem vai aos Estados Unidos a passeio precisa solicitar o visto e esperar pela autorização. É necessário marcar uma entrevista no consulado dos Estados Unidos. “O mínimo aconselhado seria de um mês de antecedência para dar tempo de preencher o formulário, reunir os documentos e fazer a entrevista no consulado”, alerta Rachel Lotti, da Visa Factory.
Trabalho: Estudantes de idiomas não têm permissão de trabalho.
Duração: Assim como o Canadá, para entrar nos Estados Unidos mesmo como turista é preciso de visto. A validade varia de acordo com a duração do curso.
Valor: 160 dólares para quem vai apenas como turista (neste caso, é permitido fazer cursos com menos de 18 horas/aula semanais) e 200 dólares a mais para o visto de estudante. 

 

Inglaterra

Como solicitar: É necessário solicitar o Tier-4 com pelo menos 3 meses de antecedência. A solicitação pode ser feita pelo site do governo britânico.

Trabalho: Estudantes de idiomas não têm permissão de trabalho.
Comprovante financeiro: 1.265 por mês para cursos em Londres e 975 libras para cursos em outras cidades.

Duração: Até 11 meses.
Valor: 85 libras para quem vai ficar até 6 meses e 162 libras para 11 meses.

 

Irlanda

Como solicitar: No escritório da imigração, que fica no centro de Dublin.
Trabalho:  O intercambista tem a permissão de trabalhar meio período durante as aulas e de período integral durante as férias, desde que as férias sejam nos meses de maio, junho, julho e agosto e entre 15 de dezembro até 15 de janeiro.
Comprovante financeiro: 3 mil euros.
Duração: Desde 20 de janeiro de 2015, o visto de estudante te permitirá ficar na Irlanda por 8 meses, podendo renovar por duas vezes.
Valor: 300 euros.

 

Malta

Como solicitar: No país, no Department of Citizenship and Expatriate, em Valetta.

Trabalho: Estudantes de idiomas não têm autorização para trabalhar.
Comprovante financeiro: No valor de 48 euros por dia.

Duração: Até 12 meses.

Valor: 25 euros.

 

Nova Zelândia

Como solicitar: Antes da viagem, por internet, no site da imigração da Nova Zelândia.
Para quem vai ficar mais de 6 meses no país, é solicitado atestado de saúde, contendo raio-x do tórax, que deve ser feito em uma clínica indicada pelo governo neozelandês. Confira no link os locais de exame.

Comprovante financeiro: 15 mil dólares neozelandeses para um ano de estadia. Se você pagou acomodação com antecedência, o valor é descontado. Por exemplo, se você pagou 5 mil dólares pela acomodação, terá que comprovar 10 mil.
Trabalho: Estudantes de inglês têm permissão para trabalhar por 20 horas semanais durante o curso e até 40 horas no período de férias.
Duração: até 12 meses.
Valor: 270 dólares neozelandeses.

 

Quer saber mais? Confira quais são os melhores países para fazer intercâmbio.

Carolina tem diploma de jornalista e sonho de ser escritora. Gosta de conhecer lugares e pessoas. Um dia pensou em se encontrar, mas já desistiu dessa loucura. www.carolbtr.com

To Top