Educação internacional na Irlanda reduz oferta de cursos e tempo do visto de estudante - DPB Intercâmbio
Connect with us

Educação internacional na Irlanda reduz oferta de cursos e tempo do visto de estudante

student_irlanda-1

Cursos e Escolas

Educação internacional na Irlanda reduz oferta de cursos e tempo do visto de estudante

Em setembro de 2014, a Irlanda anunciou uma reforma no sistema de educação internacional para janeiro de 2015. O processo atrasou por causa de uma decisão judicial. Depois de muitas especulações por parte da imprensa e de estudantes, a reforma foi oficialmente divulgada. A partir de 01 de junho de 2015, cursos profissionalizantes e de formação não estarão na lista dos programas considerados pelo Governo para emissão de visto. Já os cursos de idioma e graduação continuam, mas devem seguir padrões de qualidade dos órgãos irlandeses ou das universidades europeias.

Para que a escola possa oferecer programas de língua inglesa terá que demonstrar que alcançou o padrão de qualidade aceitável para aparecer na lista a partir de 01 de outubro de 2015. Todas as instituições terão de cumprir as novas exigências, o que inclui boa infraestrutura e capacidade de ensino, proteção ao estudante, como Learner Protection e dinheiro em uma conta separada para estudantes que pagam cursos antecipadamente, além de apresentação clara e evidente dos nomes dos proprietários e diretores da instituição de ensino.

Segundo o Departamento de Imigração da Irlanda,  no período de janeiro a novembro 2014 cerca de 49.500 pessoas receberam permissão para permanecer no país como estudante de cursos de idioma ou graduação. Em 2013, considerando o mesmo período, o número era de 45.800. Os brasileiros estão entre as 6 nacionalidades que mais procuram a Irlanda como destino. Para conseguir permanecer no país como estudante, não-europeus precisam estar matriculados em cursos de período integral (full-time).

 

Cursos de inglês

Image title

Os cursos de idioma podem ser de curta ou longa duração. Para cursos com menos de 90 dias, brasileiros não precisam de visto para a Irlanda, pois são considerados turistas. Para cursos com duração superior a três meses, o estudante precisa registrar-se na imigração e tirar o chamado stamp 2. A partir da reforma, cursos de 25 semanas, que permitiam visto de um ano, terão validade apenas para 8 meses. O estudante pode aplicar para até três renovações nos cursos de idioma.

Para fazer parte dos cursos aceitos pelo Governo para emissão de visto, as instituições terão que seguir padrões de qualidade. Por enquanto, orienta-se buscar escolas com tenham recebido o selo de certificação das autoridades governamentais, como o ACELS, e ofereçam o seguro Learner Protection.

A maioria das escolas de inglês na Irlanda é privada. Sabe-se que apenas 98 instituições receberam o selo de certificação do Quality and Qualifications Ireland (QQI), órgão ligado ao Ministério de Educação.  Outras 20 instituições atuariam sem o selo de qualidade ACELS, mas fariam parte do registro de internacionalização segundo o último levantamento apresentado pela Ministra Jan O’Sullivan em resposta a questionamento de deputados no mês de abril.

 

Cursos universitários

A Irlanda tem uma série de universidades reconhecidas internacionalmente para atender quem busca cursos de graduação, pós-graduação e especialização. O Education in Ireland apresenta a lista de todas as instituições, incluindo Institutos de Tecnologia.

Os cursos para serem considerados Degree precisam ser referenciados acima do Nível 7, de acordo com a tabela de classificação de cursos da Irlanda – isso inclui cursos de especialização, graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado. Esses cursos permanecerão permitindo que o aluno tire o visto de estudante por períodos de 12 meses.

Informações detalhadas sobre o procedimento de visto de estudante a não-europeus podem ser encontradas aqui.

Continue Reading
You may also like...
To Top