Trabalho voluntário no exterior: o que eu preciso saber?
Connect with us

Trabalho voluntário no exterior: o que eu preciso saber?

trabalho-voluntario

Trabalho

Trabalho voluntário no exterior: o que eu preciso saber?

Em tempos de crise, é natural que comecemos a pensar em novas alternativas e oportunidades. Uma delas é o trabalho voluntário no exterior, que tem atraído cada vez mais pessoas em busca de conhecer outros países e ainda fazer uma boa ação.

A experiência pode abrir muitas portas, contribuindo tanto para a vida pessoal como profissional. Mas se você ainda tem dúvidas sobre o assunto, confira a seguir as principais informações e veja como o voluntariado pode ser gratificante.

O que é o trabalho voluntário no exterior?

A experiência se baseia na troca entre uma instituição e um voluntário que se dispõe a realizar determinadas atividades sem retorno financeiro. Normalmente, as ONGs são as principais organizações a receber esse tipo de auxílio, e em muitos casos o programa oferece acomodação e alimentação.

As áreas são diversas e a pessoa pode escolher entre o foco de trabalho social (para lidar com crianças, idosos, refugiados, etc.) ou ambiental (dedicando-se aos animais e à preservação do meio ambiente, da fauna e da flora).

trabalho-voluntario

Como funciona?

Como pré-requisitos básicos, o voluntário deve ter 18 anos e saber falar inglês fluente ou intermediário (ou a língua local do país, para facilitar a comunicação).

A partir de então, deve-se escolher uma área de interesse e procurar instituições que ofereçam a possibilidade do trabalho voluntário. Os países com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) são os que mais apresentam oportunidades, sobretudo na África, Leste Europeu e Ásia.

As experiências costumam durar entre 2 semanas a 3 meses, que é o tempo permitido pelo visto de turista para permanecer na maioria dos outros países. Sendo assim, pode ser uma boa alternativa fazer um intercâmbio no seu período de férias, por exemplo.

Já o tipo de trabalho a ser desenvolvido e questões como carga horária dependem de cada caso. As atividades geralmente estão ligadas à conservação de reservas naturais, ajuda em escolas para pessoas carentes, orfanatos, centros médicos e até fazendas orgânicas.

Como conseguir uma oportunidade?

Existe a possibilidade de fazer o programa de forma independente, colocando a mochila nas costas e procurando oportunidades pelo país. Muitas pessoas também contatam uma instituição com antecedência, oferecendo seus serviços e tentando firmar um acordo.

Quem deseja maior segurança, por sua vez, deve procurar uma boa agência de intercâmbio para intermediar o processo. A vantagem é que os pacotes são montados com instituições de confiança pré-selecionadas, facilitando serviços como contratação de voos e escalas, hospedagem, seguro de saúde internacional, entre outras burocracias.

O mais importante é sempre se informar a respeito do país, sua cultura local, os trabalhos prestados pela instituição e seus princípios. Assim você pode reduzir os riscos de imprevistos e situações desagradáveis em um lugar tão distante.

Por que é importante?

A grande maioria dos intercambistas se encanta pela riqueza da experiência vivenciada e tira grandes lições. O voluntário aprende a se doar ao próximo, saindo da sua zona de conforto para entrar em contato com outras culturas e viver uma realidade diferente da sua. Por isso, esse tipo de trabalho costuma proporcionar maior autoconhecimento, autonomia e crescimento pessoal.

trabalho-voluntario-exterior

Além disso, acaba sendo enriquecedor para o currículo, seja por aprimorar o domínio de outro idioma ou pela experiência adquirida – o que muitas empresas consideram como um fator extremamente positivo em seus processos seletivos.

Outro benefício é a possibilidade de conhecer pessoas diferentes, fazer amizades e até contatos profissionais. Muitos voluntários descobrem outras vocações e decidem novos rumos para suas carreiras depois de uma viagem como essa.

Por fim, é fundamental estar bem informado e consciente da sua escolha, principalmente para garantir disposição e interesse em contribuir para melhorar a realidade daquele local e deixar-se transformar também.

Gostou de saber mais sobre o trabalho voluntário no exterior? Já pensou em fazer algo parecido? Então continue com a gente e confira nosso outro post com 5 oportunidades para viajar de graça (ou quase)

Designer e especialista em artes visuais, aqui no DPB partilha seus mais interessantes e criativos achados da web. Divide seu tempo entre explorar Dublin, viajar o mundo e alguns outros projetos, como seu Instagram.

1 Comment
  • Denise Nunes

    Gostei das informaçoes e gostaria de indicaçao de agencias serias e dicas do que evitar. obrigada

To Top