Vistos de trabalho na Irlanda - DPB Intercâmbio
Connect with us

Vistos de trabalho na Irlanda

20150108111353000000-1

Vistos

Vistos de trabalho na Irlanda

Trabalhar na Irlanda em sua própria área de formação é um sonho de muitos intercambistas brasileiros. A ideia de passar um tempo no exterior normalmente começa com objetivos mais simples, como aprender o idioma, conhecer novas culturas, fazer um dinheiro extra ou viajar. Mas principalmente quem se lança para uma segunda experiência quer mais. Se a pessoa já tem formação acadêmica e começou sua trajetória profissional, o objetivo é colocar no currículo uma empresa internacional ou quem sabe até fazer carreira no exterior. Brasileiros, sem outra nacionalidade europeia, no entanto, precisam encarar o desafio do visto.

A permissão de trabalho mais conhecida é a dos estudantes intercambistas, que acaba de ser alterada no que diz respeito a férias para trabalho de tempo integral. Com a nova regulamentação, estudantes internacionais não-europeus terão permissão para trabalhar 40 horas semanais (full-time) apenas de 15 de dezembro a 15 de janeiro e nos meses de maio a agosto (verão). Fora desse período, a permissão é apenas para 20 horas semanais.

Além dessas mudanças, a Irlanda reorganizou, no último ano, outras modalidades de permissão de trabalho. Desde outubro de 2014, o País tem 9 tipos de visto que permitem não-europeus trabalharem em seu território.

 

Confira a relação para saber se você se encaixa nas opções listadas:

 

Critical Skills Employment Permit

Esse tipo de visto de trabalho tem o objetivo de atrair pessoas altamente qualificadas e que sejam importantes para o crescimento econômico da Irlanda. Entre as áreas de oportunidades estão as de tecnologia, ciências, saúde, administração e marketing e as engenharias. A lista completa das profissões está disponível aqui.

A vaga deve ser para contratos de pelo menos dois anos, mas é esperado que o trabalhador fique um ano com a empresa. Os salários variam de o mínimo de 30 mil euros por ano a 60 mil euros por ano de acordo com a profissão e cargo.

 

Dependant/Partner/Spouse Employment Permit

A permissão de trabalho para dependentes, parceiros e esposas é um incentivo para manter no país os profissionais qualificados, já que muitos desistiriam sem a família. Mesmo com a autorização de ter os familiares no país, geralmente eles não podem trabalhar – a não ser em casos em que a permissão de trabalho venham por outro tipo de visto.

Existem restrições sobre as áreas de atuação para conseguir essa permissão de trabalho e o salário deve ser inferior a 30 mil euros por ano, mas respeitando o salário mínimo.

 

General Employment Permit

Essa permissão se amplia a todas as ocupações, desde que elas não estejam na lista restritiva. O “Employment Permit” para essa categoria pode se encaixar em contratos de um ano e até de dois anos e depois renovado por mais três anos. A partir dos cinco anos, é possível entrar com o pedido de cidadania irlandesa para residência no país.

 

Internship Employment Permit

Destinada a estudantes full-time, de terceiro nível de qualificação (graduação, mestrado ou doutorado) cursados na Irlanda, essa modalidade tem o propósito de proporcionar aos alunos uma experiência no mercado de trabalho. A permissão é válida no máximo por um ano, sem renovação. Essa permissão normalmente é aplicada quando o estudante termina o curso e ganha o direito de ficar mais um ano no país para conseguir a experiência profissional.

 

Exchange Agreement Employment Permit

Dependendo do tipo de acordo de intercâmbio, essa permissão de trabalho pode ser válida por até dois anos. Grande parte dos acordos, envolvendo ONGs, Instituições responsáveis por bolsa de estudo, tem permissão para apenas 12 meses de trabalho apenas.

 

Sport and Cultural Employment Permit

Essa categoria beneficia pessoas qualificadas, com habilidades, talento e grande desenvolvimento nas áreas de esporte e cultura. A permissão leva em conta se o contrato é full-time, part-time ou para um determinado período do ano ou evento.

 

Intra-Company Transfer Employment Permit

Funcionários não-Europeus transferidos por uma empresa multinacional são os que se encaixam nesse perfil de permissão de trabalho. Existem restrições e critérios específicos referentes a salários e ao tempo de contrato para vivência na Irlanda.

 

Contract for Services Employment Permit

Essa modalidade é para atender empregadores estrangeiros que ganharam contratos para prestar serviços para uma instituição na Irlanda. Nesse caso, esses empregadores usariam essa permissão para contratar não-europeus. A permissão será considerada apenas até a duração do contrato do empregador.

 

Reactivation Employment Permit

Essa modalidade é para trabalhadores que usaram algum tipo de permissão de trabalho e por determinada razão não cumpriram as exigências necessárias. As circunstâncias serão consideradas nessa aplicação.

Continue Reading
You may also like...
To Top